Travel News

Câmara avança em regulamentação das milhas aéreas

PANROTAS / Filip Calixto

Crise da 123Milhas deixou milhares de passageiros afetados

Depois do caso da 123Milhas e as dificuldades que os clientes prejudicados enfrentam com a crise da OTA, a Câmara dos Deputados avançou em um Projeto de Lei que pretende regulamentar os programas de fidelidade e de milhas aéreas. O texto deve ser votado nas próximas semanas, com o retorno dos trabalhos legislativos neste ano.

A medida, que ganhou caráter de urgência em dezembro do ano passado, pretende tornar os pontos obtidos pelos passageiros imprescritíveis, ou seja, sem prazo de validade; e autorizar a venda, além da transferência como herança para outras pessoas. O PL também quer proibir a cobrança de taxas adicionais pelas aéreas, como as de emissão das passagens.

Publicação do Valor Econômico aponta que, como forma de evitar o que aconteceu com os clientes da 123Milhas, o deputado Jorge Braz, que apresentou o relatório sobre o PL na última semana de 2023, determinou ainda que a venda/transferência dos pontos não pode ocorrer sob uma promessa de entrega futura do serviço – principal problema em todo o ocorrido da OTA.

Braz afirmou ao Valor que uma nova versão será protocolada em breve para estender a regra a todos os programas de fidelidade do País, incluindo aqueles oferecidos por postos de gasolina, supermercados, bancos e varejistas.

Projeto de Lei

O Projeto de Lei apresentado estabelece regras consideradas “claras e transparentes” para os programas de milhagem. As principais alterações propostas são as seguintes:

  • Definição de programa de milhagem: o projeto define programa de milhagem como aquele em que o participante acumula pontos ou milhas por meio de atividades pré-determinadas;
  • Registro de beneficiário preferencial: o projeto permite que o participante registre no programa o CPF de um beneficiário preferencial. Em caso de falecimento do participante, os pontos acumulados serão transferidos para o beneficiário preferencial, ou para os herdeiros legais, na falta deste;
  • Transferência de pontos em caso de falecimento: o projeto determina que as empresas administradoras de programas de milhagem deverão transferir integralmente o saldo das contas para o beneficiário preferencial ou, na falta deste, para os herdeiros legais. A transferência será sem custos para os participantes.

About author

Articles

Hudson, the travel scribe, paints the world with his words. His tales are a passport to unseen places, his passion, the compass guiding his journeys. From the rhythm of city life to the tranquility of nature, he weaves narratives that are not just travelogues, but love letters to exploration and storytelling.
Related posts
Travel News

American Revolution began 249 years ago: Here are 5 overlooked tourist spots about fight for independence

The grand events and oft-told tales of the American Revolution are easy to find among sprawling…
Read more
Travel News

Fazenda deve aceitar custo de R$ 15 bi para PERSE

Divulgação Fernando Haddad, ministro da Fazenda O Ministério da Fazenda sinalizou que está…
Read more
Travel News

Greece sightseeing travel guide: ancient ruins, rugged mountains, and Mediterranean waters

Greece has long been a wildly popular tourist destination for Americans and Europeans alike. Here…
Read more
Newsletter
Become a Trendsetter
Sign up for Davenport’s Daily Digest and get the best of Davenport, tailored for you. [mc4wp_form id="729"]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *